7 filmes para você assistir na Netfilx - Indicação

O fim de semana chegou e alguns costumam ser tão agitados, que a gente quase não vê o tempo passar. Enquanto há outros que a gente está mais good vibes e acabamos querendo ficar em casa. A minha dica para esses dias é fazer uma sessão de cinema em casa, pois é um ótimo programa que dá para fazer acompanhada ou mesmo sozinha, e não custa nadinha. Esta semana assisti alguns filmes que realmente gostei pra valer e que gostaria muito que vocês assistissem também.

O menino do pijama listrado
Quando sua família de Berlim para a Polônia, o menino faz amizade com o outro garoto que vive do outro lado da cerca, sem saber que ele é um prisioneiro judeu.

Paraíso Artificiais
Duas amigas conhecem um jovem em um festival de música eletrônica. Os três embarcam em uma jornada de sexo e drogas que define seu futuro.

6 Years
Um jovem e um intenso casal que estão juntos a seis anos se forma na faculdade, e as oportunidades inesperadas para a carreira podem ameaçar o futuro da relação.

Querido John
Um soldado americano em licença se apaixona por uma universitária. Quando ele precisa voltar ao serviço, as cartas que trocam mantêm a chama entre eles acesa.

Sonhos Roubados
Jéssica, Sabrina e Daiane são adolescentes que vivem em um morro do Rio de Janeiro e utilizam a prostituição para sobreviver. Imersas nessa condição de vida incerta, elas tentam amar, se divertir, planejar o futuro e mudar seus destinos.

Cidade de Deus 
Este filme retrata o desenvolvimento da Cidade de Deus, bairro da periferia carioca que surgiu após a desocupação de comunidades carentes. Em pouco tempo as habitações populares se tornaram um ponto de concentração do tráfico carioca e o bairro passou a ser um dos mais perigosos do Rio de Janeiro

Dezesseis luas 
Baseado em um best-seller, este drama sobrenatural acompanha o romance entre Ethan e Lena, uma enigmática garota que aparece na cidade.
Caso você não obtenha uma assinatura na Netflix vale lembrar também que alguns filmes à cima tem no YouTube. Se você curtiu a ideia, e gostou ou já assistiu algum desses filmes citados na matéria deixe um comentário abaixo, vamos gostar de saber. Beijos e bom filme!

Resenha: Filme - O Caçador e a Rainha do gelo

Antes de tudo, sim! o filme tem a ver com "Banca de Neve e o Caçador". Na verdade o filme se passa antes de tudo acontecer e antes de o caçador conhecer Branca de Neve. Sequência do sucesso ‘Branca de Neve e o Caçador‘, onde se passa antes e depois do primeiro filme, quando a Rainha Ravenna (Charlize Theron) recruta o caçador para matar sua enteada, Branca de Neve.
Neste longa conhecemos a personagem Freya (Emily Blunt), irmã de Ravenna (a rainha má, destronada por Branca de Neve), e que, assim como sua irmã,  dispõem de poderes (neste caso a manipulação do gelo  uma espécie de Elsa malvada) e torna-se soberana de um reino. Acontece que tal reino era o mesmo aonde vivia o Caçador Eric, vivido novamente por Chris Hemsworth, que em sua infância foi retirado de sua família pela rainha do Gelo afim de fazer parte de seu exército.
Freya retirava as crianças de suas famílias para que estas não conhecessem o amor e também para treiná-las visando formar um exército imbatível. Foi neste ambiente que Eric cresceu, mas ainda assim conheceu Sara e apaixonados decidiram fugir, contudo seus planos foram frustrados e ambos acabaram separados. A partir deste ponto chegamos aos eventos após Branca de Neve e o Caçador. A nova rainha passa a ser atormentada pelo espelho e requisita que Eric o leve a um local seguro, mas Freya também está atrás do poderoso objeto.
Dentre o elenco, Emily Blunt parece não saber o que fazer com a personagem, extremamente contraditória e um protótipo de vilã, Chris Hemsworth interpreta um Caçador menos abatido, mas que acaba nos lembrando demais de Thor e Charlize Theron exagera muito mais na performance vilanesca dessa vez. Parece que ou o diretor Cedric Nicolas-Troyan não viu o primeiro filme, ou simplesmente orientou mal boa parte de seu elenco. Quem se salva é a Jessica Chastain, que tem performance sólida.

Data de lançamento 21 de abril de 2016 (1h 54min)
Direção: Cedric Nicolas-Troyan
Elenco: Chris Hemsworth, Charlize Theron, Jessica Chastain 
Gêneros Ação, Aventura, Fantasia
Nacionalidade: Eua
Crítica: Então, eu finalmente consegui assistir esse filme! Demorou mas consegui! huahua Bom, em primeiro lugar que assistindo um dos trailers, me deu a impressão de que eles tentaram fazer uma coisa meio estilo As  crônicas de Nárnia - A Feiticeira, que por sinal é um filme que amo de paixão. Aí eu já fui assistir o filme como é?! Toda animada. E saí dele toda animada uahua. Mas como nada é perfeito vamos aos pontos negativo e positivos, bom primeiro a parte de que tipo cortavam do nada as cenas e coisas assim, faltou um pouquinho de emoção, filme um pouco bem resumido, a parte de ação foi bem pouca. Mas fora isso super recomendo o cinema, com direito a pipoca e um pouco mais, como todo conto de fadas deve merecer pra mim. Eu sou absolutamente suspeita para falar da qualidade do filme em si, estava completamente presa na história e ligeiramente cega por isso. Comentário: se você ainda não assistiu Branca de Neve e o caçador, recomendo assistir antes de ver esse. Não é essencial, mas acho que faz as coisas se encaixarem melhor, digo porque eu só vim assistir a Branca de Neve depois que já havia visto esse e as coisas se concluíram melhor. 

Wishlist literária - Maio

Essa semana fiz a besteira de visitar algumas lojas online e acabei encontrando livros lindos e fiquei desejando vários deles, mas como a grana está bem curta e eu tenho outras prioridades, infelizmente tive que ficar apenas imaginando o que deve está escrito neles, sempre acabo encontrando algumas promoções legais na internet que, mesmo com o frete, acaba saindo bem mais em conta que comprar em loja física.

Fiz uma seleção com os livros que eu mais estou desejando no momento e montei uma wishlist. Olha só quanta coisa legal.
Extraordinário | Quem é você Alasca? | Eleanor & Park | O livro do bem | Como eu realmente | Meus Quinze Anos | O Lado Mais Sombrio | O reino das vozes que não se calam | Olá, Meninas e Meninos! | 1 página de cada vez  | Pó de Lua | Muito mais que cinco minutos | Alice no País das Maravilhas | A festa da insignificância | O Teorema Katherine
Coloquei os livros na lista de forma aleatória e não tenho nenhum favorito (quero todos hehe). Como vocês podem perceber, não escolhi apenas lançamentos, tem livros bem antiguinhos aí nessa lista e que eu quero muito ler. Certamente quando a minha situação financeira ficar em estado melhor, com toda certeza irei comprar uns três da lista porque pra adquirir todos fica mais complicado rsrs

O que vocês acharam da minha seleção? Também estão desejando algum livro da lista?

xoxo

Do tempo da vovó: O melhor dos filmes antigos

Filmes, Cinema. Eis unas palavrinha que desperta variadas emoções e lembranças. Boas lembranças, lembranças surgida no fim do século XIX (eu acho, segundo as minhas pesquisas rs) e hoje é a sétima arte faz parte da vida de todos nós. Pode apostar que os roteiros, atores e diretores mais incríveis surgiram lá, no passado. Antigamente, quando recursos eram escassos e a televisão mal existia, os muitos esforços resultaram em obras primas. Se quer fugir da mesmice e conhecer filmes que marcaram época e até hoje influenciam nossa sociedade, confira minhas dicas de cinema clássico do tempo da vovó, do tempo da minha vó, da sua vó, da nossa vó! Então:
Cinderela em Paris - Lançado no fim dos anos 50, Cinderela em Paris, traz uma história fofa e inusitada sobre moda e amor. Audrey Hepburn é uma mocinha intelectual e teimosa, Fred Astaire, um fotógrafo charmoso. Juntos percorrem Paris, tirando fotos em pontos turísticos memoráveis da capital francesa. Audrey, eterna Bonequinha de Luxo, aqui está no auge de sua beleza e elegância. Ao lado de Astaire, o rei do sapateado, forma uma dupla encantadora. É impossível não suspirar com os dois, com os cenários, figurinos e músicas delicadas. Para ver e viajar até a Paris cheia de luzes de outro tempo.
O garoto - Os filmes mudos do incrível Charlie Chaplin atravessaram um século inteiro com temas profundos, sempre atuais. Indo além de títulos como Tempos Modernos, O grande ditador, O garoto conquista por sua simplicidade e doçura. O atrapalhado Carlitos adota sem querer um bebê e vive as mais loucas situações com o garotinho que aprende a amar. Filme curto, leve, diferente dos outros de Chaplin. Nele não há as fortes mensagens políticas e sociais, só amor do início ao fim, cenas fofas, trilha sonora linda. Temos Mary Pickford como uma mãe sofredora, que junto do vagabundo e o menino, sem dizer uma única palavra, há quase cem anos conseguem emocionar e aquecer corações. 

O que aconteceu com Baby Jane? - Esse clássico do suspense traz duas das maiores e mais polêmicas estrelas do cinema americano, Bette Davis e Joan Crawford, como as irmãs Jane e Blanche e suas doentias e decadentes vidas. A trama agoniante e desesperadora revela os estragos psicológicos causados por Hollywood. Nela, as duas grandes atrizes já envelhecidas, roubam nosso fôlego, são impecáveis. Crepúsculo dos deuses e os longas do mestre Hitchcock, se assemelham e são tão geniais e incômodos quanto o filme. Mas, se queres viver horas de pura tensão e angústia, assista O que aconteceu com Baby Jane?!
O mágico de Oz - O ano 1939 marcou o mundo. O início da Segunda Guerra Mundial, ano de E o vento levou, O mágico de Oz, de quando o universo de Dorothy, Totó, homem de lata, espantalho, saiu das páginas do livro que marcou gerações, indo diretamente para as telonas. Um filme doce, colorido, cheio de efeitos extremamente inovadores para a época. Uma Judy Garland jovem e inocente emociona e canta a música que a tornaria lenda, Over the rainbow, sonhando com lugar melhor, sem problemas, longe das turbulências do mundo real. Judy, com seu vozeirão, simpatia e o talento imenso, mais tarde se tornaria a rainha dos musicais, dentre eles os famosos Agora seremos felizes e Nasce uma estrela.
Cabaret - Bem vindo ao Cabaret, aos submundos de Berlin. Lá habitam Sally, cantora decadente que sonha em ser atriz famosa, o pacato professor de inglês, o milionário sem escrúpulos. Cabaret é um espetáculo, literalmente, com seus números musicais ácidos, criticando brilhantemente a sociedade. De altos e baixos, oferece outra ótica da inconstância, o medo e a confusão da Alemanha de Hittler: a visão dos estrangeiros, judeus, a juventude acuada. Liza Minnelli fabulosa, herdeira do talento da mãe Judy Garland, se consagra e confunde a sua personagem icônica, Sally. Os olhos negros e a excentricidade lhe renderam um Oscar. Sua presença forte toma conta de todo o filme, fenomenal a cada minuto.
O Guarda-Chuvas do Amor - Dê o play e em uma hora e meia viaje até uma França colorida e musical, onde seguimos os passos de uma menina que pouco a pouco descobre as dores e alegrias da vida e principalmente, do amor. Les parapluies de Cherbourg de Jacques Demy marca a estreia de uma das mulheres mais lindas do cinema, Catherine Deneuve. Cath e sua beleza loura, típica dos anos 60, se misturam com a trama sutil, melancólica, repleta de  cores e doçura. Apesar de ser todo cantado, o filme não é cansativo; a trilha de Michel Legrand tocada do início ao fim é um charme só. Então corre e confere esse espetáculo aos olhos, ouvidos e alma que nos traz drama, romance e magia diretamente de 1964.

E então? Já viram algum da listinha? Gostaram? Indicariam mais algum filme? Conte pra gente nos comentários!

Meus 5 casais preferidos da ficção

Olá meus leitores super hiper mega ultra carismáticos haha
Quem gosta de filmes grita "Eu"! Tá eu sei que ninguém vai fazer isso, então vamos lá. Como todo bom fã de sagas, séries e filmes, tenho alguns casais preferidos que sempre fico torcendo e piro quando algum outro personagem tenta interromper que os dois fiquem juntos. Selecionei 5 casais que sou eternamente apaixonada, cada um com seu diferencial, não irei enumerá-los já que gosto de todos e cada um tem o seu enredo e sua maneira apaixonante de nos cativar. Então legirouuu  "..E o amor está no ar.."
Hazel e Gus - A Culpa é das Estrelas (Filme)
Quem não ficou gamado na linda historia de Hazel e Gus em A Culpa é das estrelas. Não sei de quem é a culpa. Mas os poucos momentos que apreciamos o amor de Hazel e Gus e a bela superação do casal nos deixaram emocionados e ainda mais apaixonados pela vida.

Edward e Bella - Crespúsculo (Saga)
Se há alguém no mundo que não goste deles eu sinceramente não vou acreditar. A galáxia inteira é apaixonada por esse casal, dois adolescentes no qual ninguém apostaria tanto por causa das grandes diferenças que havia entre eles, mesmo sabendo de tudo que teriam que enfrentar por esse "amor" eles seguiram em frente, a forma que fazem de um a tudo para se manterem ali juntos é perfeita. A historia de Edward e Bella é realmente fantástica,.

Mary e Francis - Reign (Série)
Acho que poucos já assistiram então vou comentar sobre. Mary é rainha da Escócia que ainda quando criança torna-se noiva do futuro rei da França para uma aliança benéfica onde ambos os países que tinha Inglaterra como inimigo comum, quando Mary faz 15 anos ela retorna a França e aí a historia começa pelo fato de Mary ter que ganhar o coração de Francis e sua sogra que faz de tudo para que a união deles não aconteça, fora suas damas de companhias começam a se envolver em romances perigosos e proibidos. Apesar que Francis morre logo na primeira temporada os momentos entre o casal não deixa de ser algum encantador e marcante na série. sem falar que sou louca por séries e filmes de época, super recomendo para quem também gosta!
 
Christian e Anastasia - Cinquenta Tons de Cinza (Filme)
Sobre esse casal nem preciso comentar muito né? Imagino que todos já devem ter assistido o filme ou até mesmo já leram o livro, quem já assistiu sabe que o casal tem uma sintonia bem íntima ( Bote sintonia íntima nisso). Christian é um jovem adolescente milionário que seduz a tímida e pacata Anastasia. O filme tem várias cenas na quais nossos pais diriam que não é apropriado para menores de 18 anos, estou super ansiosa para assistir o próximo filme.

Shrek e Fiona - Shrek (Saga)
E quem disse que pra ser Amor tem que ser tudo muito perfeito! é o que a historia de Shrek e Fiona nós ensina com essa linda e incrível diversão que é o filme. Os dois tem uma química perfeita, a forma que eles descobrem que tem coisas em comum é de apaixonar qualquer pessoa. Enfim sei que todos já conhece a historia e o amor entre os personagens.

Como eu falei lá no início cada um tem seu diferencial. Um jeito diferente de mostrar o que é o amor de diversas maneiras. Beijos!